Sobre

A 'CNN African Journalist of the Year Competition' foi estabelecida em agosto de 1995 para encorajar, promover e reconhecer excelência no jornalismo africano. No início dos anos noventa Edward Boateng, que era o diretor regional da Turner Broadcasting (empresa-mãe da CNN), estava viajando à negocios pelo continente africano. Durante suas viagens, ele ficou preocupado com a falta de respeito aos jornalistas e decidiu tentar, então, ajudá-los a ganhar reconhecimento pelo seu trabalho duro e empenho.

No lançamento da primeira competição, Edward trabalhou com Gary Streiker, que era o chefe do escritório da CNN em Nairobi, o falecido respeitado fotógrafo Mohamed Amin e o falecido Esom Alintah, então secretário-geral da African Business Roundtable. A competição é para cidadães africanos que moram e trabalham no continente e receberá também inscrições de jornalistas que produziram uma estória cujo público principal esteja na África.

A primeira cerimônia de premiação ocorreu em Gana, no dia 11 de agosto de 1995. Houve seis vencedores naquele ano: do Quênia, de Gana, da Nigéria e da Uganda. Desde então, mais 19 cerimônias de premiação foram realizadas em todo o continente e a competição agora tem 14 categorias, que inclui uma categoria recém-adicionada: O Maggie Eales Young Journalist Award. Este prêmio recebeu o nome em honra à falecida Maggie Eales, ex-jornalista e executiva da CNN que, durante sua carreira de 20 anos na CNN, foi a força motriz por trás do desenvolvimento e crescimento das African Journalist Awards.

Agora em seu 21° ano, os CNN MultiChoice African Journalist Awards estão se saindo cada vez melhor e construindo o seu legado.

Os nossos canais de redes sociais